Odontologia Estética

As melhores técnicas para aprimoramento e reformulação do sorriso

A Odontologia Estética tem avançado cada vez mais, graças a novas técnicas, ao aprimoramento dos materiais utilizados e novas tecnologias de adesão, fatores que permitem alcançar resultados altamente estéticos sem causar qualquer dano à estrutura dentária.

Se você precisa corrigir imperfeições no seu sorriso ou deseja reformulá-lo completamente, a Odontologia Estética tem todos os recursos necessários para fazer isso de forma saudável. Confira os principais tratamentos:

Lentes de contato dentais e facetas de porcelana

Mais conhecidos como lentes de contato dentais e facetas de porcelana, os laminados têm sido cada vez mais procurados nos consultórios odontológicos, e não é à toa. As lentes e facetas permitem reformular o sorriso de forma rápida e muito segura.

As facetas são laminados de porcelana com espessura mínima de 0.7 mm. Já as lentes de contato dentais são laminados de porcelana ultrafinos, que apresentam espessura de cerca de 0.2 mm apenas. Ambas possuem características muito similares às encontradas nos dentes naturais e são indicadas para corrigir o formato e alinhamento dos dentes, manchas, trincas, fraturas, diastemas (espaço extra entre os dentes), o design do sorriso ou para melhorar a textura e a cor dos dentes.

Entre os principais benefícios do tratamento com laminados estão a agilidade do tratamento, realizado em cerca de 3 consultas, a alta longevidade e a baixa manutenção, pois a porcelana possui estabilidade de cor e não se pigmenta com o passar do tempo.

Para saber mais sobre o assunto, acesse nosso FAQ sobre lentes de contatos dentais e facetas de porcelana. Ele esclarece as dúvidas mais recorrentes sobre o tema.

Plástica gengival

O sorriso gengival não causa problemas à saúde bucal, mas costuma incomodar bastante por comprometer muito a estética do sorriso. Em boa parte dos casos, a plástica gengival é a alternativa de correção mais eficaz, pois reformula o contorno gengival definitivamente.

A plástica gengival ou gengivoplastia é um procedimento cirúrgico odontológico que corrige o contorno da gengiva nos dentes. O profissional realiza medições dos dentes e da gengiva e, com o auxílio de instrumentos específicos, retira o excesso de gengiva com cortes precisos e minuciosamente calculados. Tudo é feito com anestesia, sem dor ou desconforto.

A mudança é notada logo após o procedimento, mas pode ser melhor visualizada de 7 a 10 dias após a cirurgia, quando a cicatrização do tecido está quase completa. O resultado é um sorriso mais harmônico, expressivo e mais bonito.

Alinhamento do sorriso

Se você precisa alinhar o sorriso, mas não gostaria de usar aparelhos convencionais, há três sistemas que podem beneficiá-lo. O primeiro é o uso de Alinhadores Invisíveis. Este sistema faz a movimentação da arcada utilizando placas de acetato transparentes que copiam o formato dos dentes, cobrindo-os de forma invisível. Ele não é aplicável em todos os tratamentos, por isso é necessário avaliar individualmente caso.

Os laminados de porcelana são outro método utilizado, mas são em casos de desalinhamentos leves que estejam impactando apenas a estética e não a funcionalidade da mastigação.

Em casos nos quais os alinhadores invisíveis e os laminados de porcelana não possam sejam indicados, há ainda o aparelho estético que ameniza, e muito, o impacto do aparelho convencional na estética do sorriso, já que possui bráquetes de porcelana que têm cor muito similar a dos dentes naturais.

Clareamento dental

Há duas técnicas de clareamento: a feita em consultório, com uso de produtos concentrados associado ou não à aplicação de uma luz especial , o LED – diodo emissor de luz; e a feita em casa pelo paciente, sempre supervisionado pelo dentista. A segunda opção usa produtos menos concentrados e aplicados em uma moldeira de silicone adaptada à arcada dentária.

Em questão de eficácia, ambos são iguais. A diferença está na segurança, agilidade nos resultados e maior controle da sensibilidade, fatores que são obtidos com o tratamento feito em consultório. Isso acontece porque o produto utilizado em consultório é mais concentrado, agilizando os resultados. Além disso, o dentista aplica uma barreira protetora, isolando e protegendo gengiva e raízes que estejam expostas, o que ajuda a controlar melhor a sensibilidade.

O tratamento em consultório é realizado em 3 ou 4 sessões. Já o tratamento feito com uso da moldeira varia de 2 a 3 semanas. Em alguns casos, é indicado combinar as duas técnicas.

Fechamento de diastemas

O diastema, aquele espaço extra entre os dentes, não costuma apresentar problemas funcionais quando está localizado nos incisivos centrais, os dentes da frente, mas, em geral, incomodam bastante porque impactam a estética do sorriso.

Para corrigir a questão, dois caminhos costumam ser mais indicados. Um deles é a Ortodontia, que pode realinhar os dentes colocando-os em posição correta e fechando o espaço a mais. Outra possibilidade é a execução de procedimentos restauradores estéticos, com uso de resina ou porcelana. Algumas vezes, é indicado combinar as duas técnicas, tudo depende do caso e precisa ser avaliado individualmente.

Restaurações estéticas

As novas gerações de resinas e porcelanas garantem um resultado estético de excelência aliado à altíssima resistência e à durabilidade, dispensando o uso de amálgama nas restaurações. É possível não apenas fazer novas restaurações usando este material de ponta, como também substituir antigas restaurações de amálgama que impactam de forma tão negativa a estética do sorriso.